Curso

Empoderamento das pessoas com doenças raras

Acesso pelo smartphone
Certificado de Conclusão

MATRÍCULA

02/08/2022 a 31/01/2023


INÍCIO DO CURSO

02 de agosto de 2022


FINAL DO CURSO

28 de fevereiro de 2023


CARGA HORÁRIA

30 horas


RECURSOS

16


0% concluído

Olá, aluna(o)!


Através deste curso, será possível compreender os conceitos, características e processos de empoderamento da pessoa com doença rara, bem como entender a relação das políticas públicas e os direitos humanos no contexto das pessoas com doenças raras. Serão abordados seus aspectos legislativos e constitucionais e os impactos que a participação social e do Estado exercem sobre as pessoas que vivem no contexto das doenças raras.


E atenção! “Empoderamento das pessoas com doenças raras” faz parte do Programa de Capacitação e Informação em Doenças Raras, que possui 06 (seis) módulos com cargas horárias independentes. A(o) aluna(o) poderá realizar todos os módulos e obter o certificado com carga horária total de 180 horas. Consulte as ofertas disponíveis na aba “Cursos Relacionados” do seu Ambiente Virtual.


A seguir, consulte as temáticas a serem abordadas:


  1. Conceito de doença rara e empoderamento da pessoa com doença rara;
  1. Fundamentos da participação social e estrutura do Estado, seus Poderes e ciclos de políticas públicas;

  1. Instrumentos legislativos do SUS com foco na Constituição Federal;

  1. Teoria de Mudança e o Plano de Advocacy;

  1. Funcionamento dos Poderes do Estado e o ciclo de políticas públicas;

  1. Participação social nos espaços institucionais dos Poderes Executivo e Legislativo;

  1. Transparência para as Organizações Não Governamentais;

  1. Distinção entre atividades de lobby por partes interessadas com interesse financeiro e atividades de defesa; por grupos de indivíduos ou associações para garantia de saúde ou de direitos humanos;

  1. Aspectos psicossociais existentes na vida de pessoas com doenças raras.


Estratégias de Avaliação:


A avaliação será composta por atividades formativas e somativas.


As atividades formativas estão distribuídas ao longo dos recursos educacionais e não geram notas, mas auxiliam na verificação da sua aprendizagem, como a Situação de Aprendizagem pré e pós-teste (obrigatória). Já as atividades somativas são aquelas que contabilizam nota.


O Ambiente Virtual de Aprendizagem disponibilizará 01 (uma) tentativa para a Situação de Aprendizagem, até 02 (duas) tentativas para as atividades formativas e 03 (três) tentativas para resposta de cada atividade somativa.


Para este curso, serão disponibilizadas:


  1. 01 (uma) Situação de Aprendizagem: no início e no fim do curso, sob a forma de pré e pós-teste;
  1. Atividades formativas: disponíveis nos recursos educacionais;
  1. Atividade somativa: 01 (um) questionário avaliativo com 10 (dez) itens de múltipla escolha, em que cada questão vale 10 (dez) pontos, totalizando 100 (cem) pontos.

Ao final deste curso, você será capaz de reconhecer o empoderamento das pessoas com doenças raras.

Neste curso, será possível acessar infográficos, material em PDF, Recurso Multimídia, e-book e questionário.

Para obter a certificação, a(o) aluna(o) deverá alcançar média igual ou superior a 70% no somatório de pontos obtidos nas atividades avaliativas somativas disponíveis, conforme descrito no item “Estratégias de Avaliação”. Em acréscimo, deverá concluir o Questionário de Avaliação do Curso, responder à Situação de Aprendizagem (pré e pós-teste), além de navegar em todos os recursos educacionais disponíveis no AVA.


Para download do certificado, a(o) aluna(o) deve buscar a opção “Certificação” no ambiente de aprendizagem do curso, e clicar em “Gerar Certificado”.

Professora-autora

Andréa Carolina Lins de Góis


Coordenadora do curso

Thalita Queiroz Abreu Carvalho


Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Validadores técnicos


Coordenação Geral das Pessoas com Doenças Raras

Camila Chrispim de Carvalho - Coordenadora das Pessoas com Doenças Raras

Talita Arantes Cazassus Dall´Agnol - Coordenadora das Pessoas com Doenças Raras

Adriana Haas Villas Bôas - Coordenadora-Geral das Pessoas com Doenças Raras


Departamento de Políticas Temáticas dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Vânia Tie Koga Ferreira - Coordenadora do Departamento de Políticas Temáticas dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Rodrigo Abreu de Freitas Machado - Diretor do Departamento de Políticas Temáticas dos Direitos da Pessoa com Deficiência


Departamento de Gestão e Relações Interinstitucionais

Liliane Cristina Gonçalves Bernardes - Diretora do Departamento de Gestão e Relações Interinstitucionais


Validador Técnico da Universidade de Brasília (UnB)

Chefe do Departamento de Saúde Coletiva do Observatório de Doenças Raras, Núcleo de Evidências em Saúde da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília

Natan Monsores de Sá


UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA


Reitor

Prof. Dr. Natalino Salgado Filho


Diretoria de Tecnologias na Educação - DTED/UFMA

Profa. Dra. Ana Emilia Figueiredo de Oliveira


Grupo SAITE – Saúde, Inovação, Tecnologia e Educação


Coordenadores


Ana Emilia Figueiredo de Oliveira

Deysianne Costa das Chagas

Paola Trindade Garcia

Elza Bernardes Monier

Mário Antônio Meireles Teixeira

Bruno Serviliano Santos Farias